Sâmia Bomfim

Ciência e tecnologia

Ciência e tecnologia

A Ciência e a Tecnologia no Brasil encontram-se em estado terminal. Fruto dos sucessivos cortes nesta área realizados por todos os últimos governos, milhares de pesquisadores estão sem condições de produzir conhecimento que nos oriente a superar os problemas nacionais. A Ciência e a Tecnologia estão em péssima posição no atual governo, marcado pela ignorância e obscurantismo. Não há país justo, soberano e desenvolvido sem investimentos em Ciência e Tecnologia. Lutamos pela estruturação financeira deste setor.

Programa que Sâmia defendeu na eleição

Nos últimos anos, um verdadeiro desastre aconteceu com nosso sistema de pesquisa e a política de ciência, tecnologia e inovação do Brasil. Foram cortes drásticos nos governos de Dilma e Temer, sobretudo após imposição da lei do teto e da extinção do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, agora unido ao Ministério das Comunicações e sob comando de ninguém menos que Gilberto Kassab.

Em valores atualizados, o orçamento da Ciência e Tecnologia era em 2010 de cerca de R$ 10 bilhões. Em 2017, o orçamento passou a menos de R$ 5 bilhões e em 2018 caiu ainda mais, a menos de R$ 1,5 bilhão! Isto se soma aos cortes enormes no orçamento do Ministério da Educação e das universidades, agravando este quadro.

A consequência são os cortes em bolsas, programas de inovação e projetos de pesquisa. Milhares de pesquisadores, mão-de-obra qualificada e capaz de contribuir para o desenvolvimento de nosso país, estão à deriva, em empregos precários e sem condições de pagar suas contas. Não à toa, muitos buscam sair do país em busca de oportunidades melhores.

Na Câmara, vamos lutar pela valorização e recuperação do orçamento de nossas universidades, de nossos pesquisadores e de instituições como o CNPq, a CAPES e a FINEP. O Ministério da Ciência e Tecnologia deve ser recriado e tem que se retirado das mãos dos corruptos do “centrão”. É fundamental aumentar o número de bolsas de pós-graduação e o valor das bolsas, totalmente defasado.

Os recursos existem! Estão sendo drenados para banqueiros e especuladores ou para as isenções fiscais para as grandes empresas. O desenvolvimento do nosso país, a geração de empregos qualificados e a nossa soberania nacional dependem da valorização da ciência e tecnologia.

O que Sâmia defende na Câmara Federal

  • Reconstituição do Ministério da Ciência e Tecnologia.
  • Criação de um piso para investimentos em Ciência e Tecnologia, para impedir os sucessivos cortes na área.
  • Recompor o orçamento da CAPES, CNPq e outras agências de pesquisa.
  • Recomposição dos valores de bolsas de mestrado, doutorado e iniciação científica.
  • Considerar bolsas de pós-graduação como tempo de contribuição para o INSS.
  • Criação de critérios sociais e raciais para a concessão de bolsas de fomento.