PL determina que serviços domésticos não podem ser incluídos no rol de serviços essenciais e inclui cuidadores de idosos e de pessoas com deficiência entre os profissionais de saúde