Sâmia Bomfim

  • Saúde

COVID-19 – Sâmia Bomfim defende que o Estado garanta acesso à água e sabão aos mais pobres

Junto com a bancada do PSOL, deputada protocolou PL sobre Plano emergencial para enfrentamento Coronavírus nas favelas e comunidades.

“Infelizmente, muitos brasileiros vivem em regiões com casas e barracos amontoados e não têm condições de comprar sabonete, quem dirá máscara ou álcool gel”. A declaração da deputada Sâmia Bomfim resume a situação de milhões de brasileiros que estão vulneráveis economicamente e não têm condições de se proteger corretamente contra o COVID-19.

É por isso que Sâmia, junto com a bancada com PSOL na Câmara dos Deputados, protocolou um projeto de lei para criar um Plano emergencial para enfrentamento ao COVID-19 nas favelas e comunidades.

Clique aqui e leia o PL

Dados do Data Favela, divulgados pela Folha de S. Paulo, mostram que 72% dos moradores de favelas de todo o Brasil não conseguem manter o baixo padrão de vida que já tem se ficarem em casa, durante 1 semana, sem trabalhar. Ou seja, para essa parte da população é quase inexistente a realidade de fazer quarentena.

“O Estado tem que garantir uma assistência para essas pessoas, fornecendo materiais de proteção, cesta básica, além de uma renda básica emergencial”.

Este é o podcast da Sâmia Bomfim, deputada federal pelo PSOL/SP. Aqui conversamos sobre os principais acontecimentos do Brasil e do mundo.

Conheça a deputada
Sâmia Bomfim

Sâmia Bomfim tem 29 anos, foi vereadora de São Paulo e, atualmente, é deputada federal pelo PSOL. Elegeu-se com 250 mil votos, sendo a mais votada do partido e a oitava mais votada de todo o estado de São Paulo. Seu mandato jovem e feminista levanta bandeiras que a maioria dos políticos não tem coragem de levantar. Ela é linha de frente no enfrentamento do conservadorismo e na oposição aos desmandos do governo Bolsonaro, defendendo sempre a maioria do povo.

Nossas bandeiras
na Câmara Federal

  • Lutar para ampliar e garantir os direitos das mulheres.
  • Lutar contra a reforma da previdência e a retirada de direitos dos trabalhadores.
  • Defender a educação pública e os professores.

Ler mais