Sâmia Bomfim

  • Direitos Humanos

Entidades de Direitos Humanos apoiam Sâmia e deputados antifascistas

Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo e outras associações emitiram nota contra a criminalização da oposição a Bolsonaro.

As entidades abaixo assinadas manifestam seu REPÚDIO à representação protocolada, na data de 01/06/2020, perante a Procuradoria Geral da República pelos Srs. Deputado Federal Eduardo Bolsonaro e Deputado Estadual Douglas Garcia, ambos do PSL/SP, contra os Srs. Deputados Glauber Braga (PSOL-RJ), Sâmia Bonfim (PSOL-SP) e Alexandre Frota (PSDB-SP), por conta da presença desses na manifestação pela Democracia realizada pelas torcidas de organizadas de futebol, no dia 31 de maio PP na cidade de São Paulo.

A representação tenta criminalizar a oposição ao governo Bolsonaro e a defesa da Democracia e, também, objetiva trazer vigência para o Brasil, de forma subserviente, Decreto editado pelo Presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, contra o que denominou de movimento “antifascista”, classificando-o como “terrorista”.

Trata-se de arrematado absurdo, pois o caráter fascista do governo Bolsonaro é reconhecido por ampla maioria, expondo o Brasil a um severo constrangimento internacional e a um perigo de destruição da Constituição Democrática de 1988, construída a partir de dolorosa luta contra a ditadura imposta pelo Regime Militar a partir de 1964.

Assim, a denominação antifascista no Brasil é sinônimo de oposição ao governo Bolsonaro e de defesa do Estado Democrático de Direito e não guarda relação com qualquer atividade terrorista.

Aliás, se há grupos manifestamente com ameaças terroristas são os de apoio do Governo em questão, a exemplo do “Grupo dos 300”, que defende o retorno dos Atos Institucionais militares, contra os quais as instituições demoraram, perigosamente, para agir.

Isto posto, as entidades que estas subscrevem aguardam que o Ministério Público Federal arquive imediatamente referida representação por sua manifesta improcedência e seu caráter provocador e antidemocrático.

ACAT Brasil – Ação dos Cristãos pela Abolição da Tortura

CLASP Conselho de Leigos da Arquidiocese de São Paulo

Comissão Justiça e Paz Arquidiocese de São Paulo

FENAD Federação Nacional dos Advogados

Grupo Tortura Nunca Mais São Paulo

GTNM/SP

Movimento das Mães em Luto da Zona Leste

Este é o podcast da Sâmia Bomfim, deputada federal pelo PSOL/SP. Aqui conversamos sobre os principais acontecimentos do Brasil e do mundo.

Conheça a deputada
Sâmia Bomfim

Sâmia Bomfim tem 30 anos, foi vereadora de São Paulo e, atualmente, é deputada federal pelo PSOL. Elegeu-se com 250 mil votos, sendo a mais votada do partido e a oitava mais votada de todo o estado de São Paulo. Seu mandato jovem, feminista e antifascista levanta bandeiras que a maioria dos políticos não tem coragem de levantar. Ela é linha de frente no enfrentamento do conservadorismo e na oposição aos desmandos do governo Bolsonaro, defendendo sempre a maioria do povo.

Nossas bandeiras
na Câmara Federal

  • Lutar pelo impeachment de Bolsonaro.
  • Lutar para ampliar e garantir os direitos das mulheres.
  • Defender as vidas, os empregos e os direitos das brasileiras e dos brasileiros diante da pandemia de Covid-19.

Ler mais