Oposição barra Escola sem Partido na Câmara Municipal de SP

Nas proximidades do Natal, os vereadores da base do governo Doria/Covas estão tentando aprovar não apenas a reforma da previdência municipal, como também o Escola Sem Partido.

Este último esteve em primeiro lugar na pauta das sessões de hoje. Contudo, a oposição, com participação ativa do PSOL e da vereadora Sâmia Bomfim, acaba de conseguir DERRUBAR as sessões do dia. Ou seja, a votação do Escola Sem Partido foi IMPEDIDA.

É uma grande vitória! Que sirva para inspirar a luta das e dos servidores amanhã contra o nefasto SAMPAPREV. É inadmissível vereadores quererem se aproveitar do período de "festas" para aprovar retrocessos e maldades contra os professores e o povo!

Outras notícias