Sâmia Bomfim

  • aborto
  • feminista
  • mulheres
  • PSOL

Mulheres do PSOL e Instituto Anis lançam plataforma contra a criminalização do aborto

Hoje, Dia de Luta pela Legalização do Aborto, as mulheres do PSOL e o Instituto Anis lançam a plataforma "Ação pela Vida das Mulheres".

Hoje, Dia de Luta pela Legalização do Aborto, as mulheres do PSOL e o Instituto Anis lançam a plataforma "Ação pela Vida das Mulheres" com o objetivo de informar sobre a ADPF (Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental) 442, que solicita ao Supremo Tribunal Federal (STF) que o aborto feito nas 12 primeiras semanas de gestação não seja considerado crime, e também traz dados importantes no que tange às práticas de aborto no País.

Dados disponíveis no site alertarão para o fato de que o aborto é uma realidade e acontece todos os dias no Brasil, independente de dogmas morais ou religiosos. A Pesquisa Nacional do Aborto 2016, por exemplo, demonstra que, em 2015, mais de meio milhão de mulheres realizaram um aborto. Os dados apontam que, a cada minuto, uma mulher brasileira decide interromper sua gestação. Na prática, a ilegalidade acaba empurrando as mulheres mais pobres para situações de extremo risco. Ao procurarem métodos acessíveis, muitas morrem ou adoecem gravemente.

ACESSE A PLATAFORMA: https://www.pelavidadasmulheres.com.br/

Este é o podcast da Sâmia Bomfim, deputada federal pelo PSOL/SP. Aqui conversamos sobre os principais acontecimentos do Brasil e do mundo.

Conheça a deputada
Sâmia Bomfim

Sâmia Bomfim tem 29 anos, foi vereadora de São Paulo e, atualmente, é deputada federal pelo PSOL. Elegeu-se com 250 mil votos, sendo a mais votada do partido e a oitava mais votada de todo o estado de São Paulo. Seu mandato jovem e feminista levanta bandeiras que a maioria dos políticos não tem coragem de levantar. Ela é linha de frente no enfrentamento do conservadorismo e na oposição aos desmandos do governo Bolsonaro, defendendo sempre a maioria do povo.

Nossas bandeiras
na Câmara Federal

  • Lutar para ampliar e garantir os direitos das mulheres.
  • Lutar contra a reforma da previdência e a retirada de direitos dos trabalhadores.
  • Defender a educação pública e os professores.

Ler mais