Nota do PSOL: Toda solidariedade ao povo peruano

No último dia 24 de dezembro, véspera de Natal, o povo peruano recebeu um péssimo presente: o atual presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, concedeu indulto humanitário ao ex-ditador Alberto Fujimori.

Fujimori foi condenado a 25 anos de prisão por crimes contra a humanidade no período em que foi presidente, na década de 1990. Ordenou os massacres de La Cantuta e Barrios Altos, onde dezenas de pessoas foram sequestradas e mortas. Também foi responsável por esterelizar mulheres campesinas sem seu consentimento, além de estar envolvido em fortes esquemas de corrupção.

O indulto a Fujimori foi parte de um pacto de impunidade entre o presidente PPK e parte da bancada fujimorista do congresso nacional, para que estes não votassem a favor do impeachment presidencial. O presidente peruano tem em seu currículo denuncias de corrupção graças à sua empresa receber dinheiro da brasileira Odebrecht. O acordo entre PPK e fujimoristas é ainda mais grave quando lembramos que uma das promessas feitas pelo atual presidente foi não conceder indulto ao ex-ditador.

Depois do anúncio, milhares de peruanos estão indo às ruas protestar contra o indulto e contra o presidente do país. Familiares dos mortos pelo ex-ditador, estudantes universitários, trabalhadores, congressistas etc, estão desde a véspera de natal enfrentando a polícia e mostrando que não vão aceitar que o assassino e corrupto Alberto Fujimori siga solto, independente de seu estado de saúde.

Nós do PSOL nos mostramos solidários a luta do povo no Peru. Nossos irmãos peruanos não estão sozinhos na luta por dignidade e justiça, contra Fujimori.

Indulto é Insulto

Fujimori nunca mais!

Outras notícias