10 eventos mais bombásticos realizados pelo mandato em 2017

Após os 12 primeiros meses do nosso mandato jovem, coletivo e feminista, e também de tantas lutas que ocorreram na cidade de São Paulo e pelo Brasil, preparamos uma série especial de RETROSPECTIVA. Em 2017, nosso mandato realizou inúmeros debates, audiências, plenárias e mais uma série de eventos importantes para impulsionar as lutas e conversarmos sobre os problemas da nossa cidade. Relembramos aqui 10 eventos em ordem cronológica. Vem com a gente!

Veja também:
5 vídeos mais acessados do nosso Youtube
5 mobilizações do nosso mandato

1. A NOSSA CIDADE LINDA

Nosso primeiro debate público contou com a presença de 400 pessoas. Ocupamos o auditório externo da Câmara discutindo a cidade que queremos, uma cidade democrática, livre e que respeita a diversidade. A cidade é nossa!

2. Encarceramento em Massa e Política de Segurança Pública

As séries de rebeliões e massacres ocorridos nos presídios brasileiros no início de 2017 chamam a atenção para um problema estrutural da organização do Estado brasileiro: a marginalização e criminalização da pobreza, refletida na obstrução de acesso a direitos, na atuação violenta da Polícia Militar e no encarceramento em massa.

3. SÂMIA E GIANNAZI CONVERSAM COM PROFESSORES APROVADOS NO CONCURSO DA PREFEITURA

Os profissionais aprovados no concurso para a rede municipal de ensino enfrentaram uma odisseia em busca da convocação para os cargos que são seus por direito. Mesmo diante da situação de sobrecarga no sistema, com número grande de estudantes por sala de aula e déficit de professores, a Prefeitura, no momento dessa atividade, recusava-se a convocar os aprovados.



4. A SITUAÇÃO VIVENCIADA NA CRACOLÂNDIA

A região da Cracolândia sempre fora palco do autoritarismo e truculência policial contra a população que vive naquele local. Doria e Ackmin, ao longo de 2017, desrespeitaram completamente os direitos humanos ao abordar a vulnerabilidade social e dependência química com violência desmedida. Tendo isso em vista, a Comissão de Direitos Humanos convocou em Maio sua primeira reunião extraordinária para se discutir o tema.

Foto por Daniela Lucatto. Reprodução.

5. DEBATE + PLENÁRIA: PARA ONDE VAI O BRASIL?

Em Maio, realizamos a primeira grande plenária aberta do mandato. Iniciamos a atividade com uma mesa riquíssima composta por Carlos Giannazi, Luciana Genro, Sâmia Bomfim, Vladimir Safatle e Jesus dos Santos. A partir dela e dos diversos setores e categorias que estiveram presentes, conseguimos conversar sobre a situação do Brasil e também a organização da luta em São Paulo. A plenária aconteceu no Teatro Oficina, que atualmente resiste para continuar existindo no Bixiga, apesar dos planos da prefeitura e de Silvio Santos. Não conseguiu ir? Ficou curiosa ou curioso? Assista a transmissão completa.

6. ESCOLA SEM CENSURA E A EDUCAÇÃO QUE QUEREMOS

Em oposição ao projeto "Escola sem Partido", o nosso mandato protocolou na Câmara Municipal de São Paulo o projeto de lei "Escola sem Censura", que garante a liberdade pedagógica e a pluralidade de idéias nas escolas do município de São Paulo, por uma educação pública crítica e emancipadora. Nesse sentido, realizamos em Junho uma audiência pública para discutirmos a educação que queremos. Estavam presentes Lisete Arelaro (professora da USP e atualmente pré-candidata a governadora de São Paulo pelo PSOL), Carlos Giannazi (deputado estadual pelo PSOL), Zezé do Núcleo de Consciencia Negra da USP, e diversas mulheres representantes dos movimentos de educação e secundaristas.

7. POLÍTICA LGBTs: AVANÇOS E RETROCESSOS

No mês de Junho, nosso mandato impulsionou a campanha #JunhoLGBT, uma das iniciativas tomadas foi o chamado dessa audiência pública via Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal. O debate foi qualificadíssimo e contou com quase 300 pessoas de mais de 50 coletivos e instituições presentes para reivindicar seus direitos e pressionar o poder público em defesa das conquistas históricas das LGBTs na nossa cidade. Vai ter travesti, mulheres e homens trans, lésbicas, viados e bissexuais nos espaços de poder, sim! Mas a luta apenas começou. Vamos juntes!

8. LANÇAMENTO DA CARTILHA FEMINISTA 'NEM UMA A MENOS'

Em Agosto, o Coletivo Juntas e o mandato da vereadora Sâmia Bomfim promoveram o debate "O feminismo e a luta dos nossos tempos" no lançamento da cartilha feminista e o curso de empoderamento feminino “Nem Uma A Menos”, dando mais um passo na luta contra o machismo e fortalecimento das mulheres enquanto sujeitos sociais. O debate não se deteve apenas a elementos gerais da conjuntura e as dificuldade de ser mulher, mas também pretendeu aprofundar questões do feminismo sob várias perspectivas. Leia mais sobre a cartilha e o debate, clicando aqui.

Assista a transmissão via Facebook do Juntas

9. Chega De Assédio - Ato Debate na Avenida Paulista

Diante da série de denúncias de estupros e assédios sexuais nos transportes na cidade de São Paulo, o nosso mandato convocou tal ato-debate na Avenida Paulista no sentido de apontar, principalmente entre as mulheres, os caminhos para superarmos tantos casos de violência de gênero. Estiveram presentes Clara Averbuck, Silvia Chakian, Jules de Faria, Luana Hansen, Julia Drummond, Ana Borguin e a vereadora Sâmia Bomfim. Clique aqui e acesse todas as intervenções da atividade no nosso Youtube.

10. AUDIÊNCIA PÚBLICA: BOULEVARD FRANCÊS NO AROUCHE?

No início desse ano o prefeito João Dória tornou pública sua intenção em transformar o Largo do Arouche em um Boulevard Francês, um projeto construído em conjunto com o consulado francês no Brasil e que deveria ser financiado pelo Carrefour segundo noticiado na mídia. Esse projeto não foi construído com o apoio dos moradores e frequentadores do Largo do Arouche, e as informações sobre o andamento do mesmo não estão públicas. Por isso, realizamos esta audiência pública, para que se o poder pública explique seu projeto e ouço os moradores da região, o que infelizmente não ocorreu, uma vez que nenhum representante da prefeitura compareceu. Mas, felizmente, os diversos movimentos sociais do Arouche e também muitos moradores compareceram e, assim, pudemos realizar um debate muito qualificado sobre o bairro. Clique na imagem e saiba mais.

Recomendados